17/09/10 15:31

Mostra de teatro em São Carlos movimenta ruas

Mais 5 peças completam a programação até domingo (19)

A Mostra Sesc de Teatro de Rua continua em São Carlos com a apresentação de peças até o domingo (19), em diversos espaços públicos. O evento, que tem entrada gratuita, também será promovido pelas unidades do Sesc em Osasco, Sorocaba, Taubaté, Santo André e em Ribeirão Preto. Em São Carlos, as apresentações continuam até domingo (19).

Programação

Sexta-feira (17)
11h30 -
Cirquinho de pulgas, com Legião de Palhaços (Santa Catarina): A obra pode ser classificada em algumas categorias: ilusionismo, animação e número de palhaço. Desde sua concepção, o circo tem feito apresentações em diversas partes do Brasil. Com simplicidade e utilizando elementos da linguagem do palhaço, o trabalho é singular na cena atual por ser o primeiro de seu gênero no país. O apresentador Tongo, velho estressado, trata suas três pulgas com carinho e paixão. Seu maior reconhecimento foi o prêmio do júri popular como melhor espetáculo de rua, no Festival Internacional de Bonecos de Canela, no Rio Grande do Sul, em 2008. Sob a batuta do dono do circo, as pulgas Mélry, Hélry e Pull saltam, pulam e correm riscos sob o olhar atento do público. No circo, a estrela é Mélry, uma pequenina pulga equilibrista que anda com uma sobrinha na corda bamba. Hélry é a pulga mais forte do mundo, realiza o perigosíssimo numero da pulga bala. E para diversão de todos, Pull é a sensação entre as crianças, uma pulga aquática que realiza o fantástico número do trampolim, mergulhando dentro de um pequeno tanque com água.
Duração: 40 minutos Classificação: Livre
Local: Rua General Osório (Calçadão)

16h - A Brava, com Brava Companhia (São Paulo/SP): O espetáculo inspirado na história de Joana d’Arc propõe uma reflexão sobre objetivos, rumos e escolhas e a nossa postura frente às conseqüências destas escolhas. Nesta montagem da Brava Companhia, a saga da heroína francesa é mostrada de forma épica, utilizando recursos como a música e a interação com a platéia e referências da cultura popular e da cultura pop agregadas a situações cênicas que exploram o drama e um humor anárquico, para construir paralelos com os dias de hoje. As “vozes” ouvidas por Joana tornam-se símbolos que podem ser interpretados como a crença em objetivos ou a ousadia de trilhar caminhos contrários a padrões pré-estabelecidos pela sociedade.
Duração: 90 minutos
Classificação: 14 anos
Local: Rua General Osório (no Calçadão).

Sábado (18)
16h - Nas rodas do coração, com Cia. As Graças (São Paulo/SP): O espetáculo é uma comédia musical que conta a história de uma companhia de teatro mambembe que apresenta seu repertório pelas ruas da cidade. Enquanto a peça está sendo encenada, as atrizes descobrem as falcatruas da dona da companhia e tentam, nos bastidores, desmascarar os golpes da vilã. O espetáculo é inspirado nos sambas de Adoniran Barbosa e na estrutura do melodrama, sendo encenado em cima de um ônibus teatro itinerante.
Texto: Regina Galdino Direção: Ednaldo Freire Direção musical: Mario Manga e Adilson Rodrigues Músicas: Adoniran Barbosa Elenco: Daniela Schitini, Eliana Bolanho, Juliana Gontijo e Vera Abbud Cenário e figurino: Kleber Montanheiro Arranjos: Mario Manga Arranjos vocais: Adilson Rodrigues Coreografia: Fernando Neves Fotos: Flávio Pires Atriz substituta: Claudia Zucheratto Montagem e contra-regras: Elvis Brito, Lima, Thiago Dell´Orti e Thiago Machado Operação de som: Flávio Pires e Thiago Dell´Orti Administração: Juliana Gontijo Produção: As Graças
Duração: 60 minutos
Classificação: 12 anos
Local: Parque do Kartódromo, no Bairro Cidade Jardim.

20h - As grandes lonas do céu, com Cia. Candongas e Outras Firulas (Belo Horizonte/MG): Criado a partir de pesquisas e registros sobre o cotidiano de artistas circenses, a peça mescla a triste realidade dos circos tradicionais brasileiros ao universo fantástico dos dramas circenses. A peça mostra as dificuldades enfrentadas pelo Circo Teatro Mandacaru Sonhador com a chegada da televisão na década de 1960, no interior do nordeste brasileiro, resgatando ao público o encantamento do picadeiro.
Duração: 90 minutos
Classificação: 12 anos
Local: Teatro de Arena José Saffioti Filho, (ao lado do Teatro Municipal).

Domingo (19)
15h - A alegria de palhaço é ver o circo pegar fogo, com Grupo Tá na Rua (Rio de Janeiro/RJ): O espetáculo lança mão de um amplo e variado repertório de temas e situações narrativas, desenvolvidas pelo Grupo Tá Na Rua ao longo de sua trajetória, em uma construção simultânea entre escrita dramatúrgica e realização cênica, definida como “dramaturgia sem literatura”. Seja através da narrativa de fatos históricos, de músicas do cancioneiro popular, de narrativas e improvisos livres, o espetáculo aborda questões relativas à história recente do Brasil e da América Latina, à temática dos direitos humanos, às relações políticas e econômicas internacionais, aos conflitos de classe e à intolerância étnica e religiosa, temas candentes e atuais da contemporaneidade.
Duração: 100 minutos
Classificação: Livre
Local: Praça XV de Novembro.

Fonte: Eptv.com